Propostas de Trabalho

Propostas de Estudo & Prática

Centro Buddhista Nalanda

O Centro Nalanda está disponível para oferecer cursos e retiros em outras localidades. A organização necessária é mínima e os cursos podem ser de natureza teórica e/ou prática, além de retiros (quando se dorme no próprio local e é possível uma prática mais intensa) e workshops (em que o estudo e prática se estendem ao longo do dia).

Aqui alguns exemplos e idéias sobre temas que podem ser tratados em tais atividades. Outros temas podem também ser requisitados. Com isso esperamos colaborar no melhor entendimento e na expansão da prática da consciência plena e tranquilidade propostas pelo Buddhismo Theravada.

Se quiser mais informações, entre em contato:
tel: (31)9651.6369



A.

Introdução à Prática da Meditação

B.

Introdução aos Estados Celestiais - Desenvolvendo as energias do amor, compaixão, alegria e equanimidade

C.

Origem e Cessação do Sofrimento humano - uma visão da co-originação dependente

D.

Os Primeiros Ensinamentos do Buddha

E.

Introdução à História do Buddhismo

F.

O Sutra do Coração numa perspectiva Chinesa e Theravada

G.

O Coração da Mente - Perspectivas e Práticas na Psicologia Oriental

H.

A Cruz & o Lótus - Cristianismo & Buddhismo em perspectiva


A. Introdução à Prática da Meditação

Fim de semana (que pode se estender para mais dias), onde buscamos compreender a essência da meditação buddhista tal como exposta pelo Buddha e preservada pela escola Theravada, a mais antiga ordem buddhista no mundo. O Theravada é a escola buddhista presente no Sri Lanka, Thailândia e Birmânia.

A palestra inicial introduz as características principais da venerável tradição Theravada do Buddhismo, a mais antiga ordem buddhista ainda viva. No sábado são dadas as instruções tradicionais da legítima tradição Theravada no tocante à meditação, com prática em posição sentada e andando, que servem como base de entendimento da visão buddhista da mente e corpo. Também são introduzidas as técnicas tradicionais focadas no desenvolvimento da tranquilidade e concentração.

No domingo passamos para a prática das meditações focadas no desenvolvimento da visão penetrante, uma visão clara da realidade da mente e corpo. Além disso, discutimos algumas das estratégias do Buddhismo Theravada para levar a prática na almofada para a vida diária, o compartilhar o Dhamma(o ensinamento do Buddha) e beneficiar os seres, com o uso também de algumas meditações relacionadas. Todo o workshop/retiro é dado de uma forma gradual e detalhada, com espaço para esclarecimento de dúvidas e acompanhamento individual.

Um em Dois: É possível também dividir a atividade em duas, um fim de semana inteiramente dedicado à prática da tranquilidade/concentração (samatha) e um outro dedicado à prática da visão penetrante (vipassana). Isso possibilita um maior aprofundamento do embasamento teórico e possibilidade de praticar.


B. Introdução aos Estados Celestiais - Desenvolvendo as energias da amizade, compaixão, alegria e equanimidade

Essas meditações são originárias do Buddhismo Theravada, a mais antiga ordem buddhista no mundo, aquela presente no Sri Lanka, Thailândia e Birmânia. O Buddha ensinou que todos os seres deveriam praticar amizade (metta), compaixão (karuna), alegria (mudita) e equanimidade (uppekkha). Porém, geralmente pensamos que se trata apenas de ter um entendimento básico de tais virtudes e praticá-las em nosso dia a dia a partir desse entendimento. O ensinamento buddhista entretanto vai muito além disso. Não basta um exercício das qualidades naturais, mas o Buddha nos diz que é preciso "desenvolvê-las" com método e dedicação. Aqueles que são bem sucedidos, o Buddha diz que vivem tais como os seres celestiais, daí tais estados desenvolvidos serem conhecidos como Brahma-viharas, moradas divinas.

O que significam exatamente? Como praticá-las com método? Como transformar nossa vida diária em moradas celestiais?


C. Origem e Cessação do Sofrimento humano - uma visão da co-originação dependente

É dito que logo após seu Despertar, aos pés da Árvore da Iluminação, o Buddha permaneceu sentado por sete dias apenas desfrutando das bênçãos da libertação. Depois disso, ele voltou sua mente para a reflexão a respeito da Co-Originação Dependente, uma doutrina que ocupa um lugar central no edifício doutrinal buddhista.

Segundo o Mahavagga, que é o livro mais antigo que conta o que ocorreu imediatamente após o Despertar, o Buddha teria ficado quatro períodos de sete dias nas imediações da Árvore do Despertar. Mas todas as outras fontes posteriores atribuem sete períodos de sete dias.

Ananda é censurado pelo Buddha ao dizer que a Co-Originação Dependente era uma doutrina de fácil entendimento, e o próprio Buddha disse que quem vê a Co-Originação Dependente vê o Dhamma. Ainda hoje ela desafia o entendimento e há um número de interpretações possíveis sobre ela. A Co-Originação Dependente é dita ser o cerne do Ensinamento do Buddha. Você tem certeza que entende sobre a Co-Originação Dependente?

Alguns desafios a serem abordados:

Você acha que a Co-Originação Dependente realmente fala sobre várias vidas?

Você acha que parinibbana é o nome para quando o Buddha ou um iluminado morre?

Há somente uma forma de Co-Originação Dependente, certo?

Tem certeza que a Co-Originação Dependente ensina sobre a lei da causalidade?

Se você respondeu sim às questões acima, esse curso poderá ser útil para você.


D. Os Primeiros Ensinamentos do Buddha

Muito se fala sobre o Buddhismo, mas poucos estudaram a fundo suas doutrinas fundamentais, buscando entender o cerne da mensagem búddhica. Nesse workshop nos dedicamos a pesquisar os suttas-raízes da mensagem do Buddha, aliada à pratica da meditação. Quais são os Primeiros Ensinamentos dados pelo Buddha? Por que eles são importantes? O que geralmente é ignorado sobre eles? Por que os livros buddhistas que você geralmente lê colocam as Quatros Nobres Verdades nos primeiros capítulos, mas, pelo contrário, o Buddha nunca ensinou dessa maneira?

Alguns desafios que iremos abordar:

Você sabe qual foi o primeiro ensinamento do Buddha? Acha que é o Dhammacakkappavatana Sutta?

Tem certeza que o sutta acima deve ser traduzido por "colocação em movimento da roda do Dhamma"?

Você acha que vipassana é uma técnica de meditação?

As "Quatro Nobres Verdades" são os ensinamentos básicos para o Buddhismo e devemos compreendê-las para a seguir adiante, certo?

Se você respondeu sim às questões acima, esse workshop poderá ser útil para você.


E. Introdução à História do Buddhismo

Estudo detalhado da história e ensinamentos-chaves desenvolvidos desde a morte do Buddha até a formação das duas vertentes filosóficas principais do mahayana clássico, o mahyamika e o yogacara/cittamatra. Este é um curso que é desenvolvido em vários módulos.


F. O Sutra do Coração numa perspectiva Chinesa e Theravada

O Sutra do Coração ou A Mensagem do Coração da Grande Sabedoria Transcendente é uma síntese de uma grande coleção de textos doutrinais, cerca de 600 volumes, denominado Maha Prajna Paramita Sutra, e expressa de uma forma extremamente concisa os ensinamentos essenciais do Buddha. Seu tema principal, bem como o do grupo de onde foi extraída, é a doutrina da Vacuidade, da Iluminação e da Suprema Sabedoria. Sobre ela, Nagarjuna, o grande mestre e fundador da escola do Caminho do Meio (Madhyamika), construiu sua doutrina de realização através da contemplação do Vazio (sunya) A Mensagem (Sutra) do Coração, como é mais conhecida, é o sutra mais difundido no Japão e um dos principais em todas as escolas do Buddhismo sino-japonês, seja para o estudo doutrinal, seja para os ritos. A escola Zen o tem como seu texto fundamental.

Neste curso/workshop oferecemos uma exposição detalhada do Sutra do Coração numa nova tradução em paralelo a versão em sânscrito, três versões em chinês, uma em coreano, uma em tibetano e uma em japonês, analisando o sutra a partir dos comentários tradicionais de Hsuan-tsang e Fa-tsang, além de uma perspectiva a partir do Abhidhamma da escola Theravada.


G. O Coração da Mente - Perspectivas e Práticas na Psicologia Oriental

"Conhecer a si mesmo é esquecer de si mesmo. Esquecer de si mesmo é ser iluminado por todas as coisas"

Como o conhecimento oriental pode ajudar em como lidamos com as emoções e pensamentos? A psicologia oriental trata a saúde mental de uma forma diferente da psicologia clássica ocidental. Sua ênfase no entendimento vivencial, na atenção vigilante e no treinamento da mente marca um diferencial prático que tem como base filosofias profundas que permanecem subjacentes aos seus métodos.

Neste workshop trabalhamos com alguns desses métodos (provenientes do buddhismo japonês, indiano e tibetano, bem como a moderna psicologia oriental), integrando aulas e exercícios em três dias de encontro.

Alguns dos temas:
.: "A introspecção buddhista como método de encontro da natureza humana"
.: "Trabalhando com relacionamentos"
.: "Prática espiritual e Psicologia"
.: "Gratidão, Interdependência e Exercícios Diários"

Ricardo Sasaki é psicoterapeuta, formado pela USP (Universidade de São Paulo), e diretor do Centro Buddhista Nalanda. Há mais de vinte anos trabalha com um enfoque integral do lidar com o processo mente/corpo, baseado na visão da saúde mental como harmonia com o próprio mundo, harmonia que pode ser desenvolvida através da plena atenção, da prática do focamento e de uma investigação do sofrimento e de suas origens, aliada ao conhecimento dos processos cognitivos interiores.


H. A Cruz e o Lótus

Temas que exploram a imensa riqueza dessas duas tradições milenares, em seus aspectos filosóficos e práticos. Esse é um trabalho importante porque a maioria dos brasileiros teve uma formação mais ou menos cristã, sendo importante compreenderem melhor esse background.